CRECI PJ 4238 - I.M.1848 Telefone 35 3214-5775  35 99936-2223

Logotipo Rio BrancoRio Branco Imobiliária

Bem-vindo visitante!  |  Entrar
 
Você está aqui: Skip Navigation LinksA Cidade

Fotos de Varginha - Minas Gerais

Foto noturna da Nave Mascote da cidade Nave vista por baixo
Praça da Nave Praça da Fonte Cidade ao anoitecer
Vista do centro da cidade Vista da praça do ET Câmara municipal

História da Cidade

Varginha antigamente
Av. Rio Branco

Denominações Anteriores

  • Catanduvas
  • Espírito Santo da Varginha
  • Divino Espírito Santo das Catanduvas

No século XVIII, tropeiros compravam mercadorias em São Paulo e vendiam no sertão mineiro. Esses comerciantes viajavam em tropas e dormiam em cabanas, erguidas de seis em seis léguas. O atual bairro da Vargem era um desses pontos de descanso. Neste local, surgiu o primeiro povoado de Varginha, no do século dezoito. Os primeiros documentos de que se tem notícia sobre a história de Varginha datam de 1.780.

No século seguinte, mais precisamente em 1.863, os Estados Unidos acabam com a escravatura em seu país, o que iria refletir anos mais tarde, no Brasil. O País vive uma época de prosperidade, celebrando os primeiros sessenta anos de independência. Os tropeiros que passavam regularmente por Varginha construíram uma pequena capela próximo de onde está situada , atualmente, a Igreja Matriz do Divino Espírito Santo. Este foi outro núcleo de origem da cidade, que, um século mais tarde, se tornaria no centro econômico-financeiro da cidade.

Até 1.882, Varginha chegou a ter 1.700 escravos. O beco onde hoje está o Colégio Pio XII era um centro de comércio de escravos. A cidade recebia suas primeiras empresas e o movimento era intenso. No relacionamento internacional, a situação não era favorável. A Inglaterra fazia pressões sobre o Brasil, um dos últimos países que continuava comercializando escravos. Mercadoria em falta acarreta alta no valor: um escravo passou a custar o equivalente a uma fazenda. O trabalho escravo já não possuía atrativos suficientes.

O Brasil, então, um acordo com a Itália, onde vários imigrantes deslocam-se de sua terra natal para o Brasil. A passagem era paga pelo governo brasileiro, em troca de cinco anos de trabalho na lavoura.

Após esse período, a comunidade italiana que veio para a então Vila de Varginha já está completamente integrada aos aspectos da sociedade local. Sua presença é intensa, assim como as colônias portuguesas e espanhola. A influência de alguns imigrantes continua até hoje, através do estilo de diversas casas, principalmente no centro.

A pequena vila, na década do século XX, já contava com 113 estabelecimentos de beneficiamento de café. O produto sempre foi um importante fator de desenvolvimento, principalmente em decorrência da influência paulista. Mas, segundo os documentos que registram a história do município, o progresso de Varginha foi intensamente impulsionado após 1.925, com a visita do presidente do Estado, Antônio Carlos Ribeiro de Andrada. Na ocasião, o presidente assumiu um empréstimo no valor de 2.500 contos de réis, o equivalente a cem fazendas. O empréstimo possibilitou a terraplenagem e reestruturação completa da cidade, com o asfaltamento das principais ruas.

Nos anos seguintes o café seria considerado importante propulsor da economia local. Nas últimas décadas, porém, o surgimento intenso de empresas e o crescimento do comércio aumentaram as opções de investimento em varginha.

Lazer e Turismo

Theatro CapitólioDescobrir a cidade significa, antes de tudo, uma viagem. A secularidade das tradições mineiras, a beleza de sua juventude, a riqueza da terra, a "cidade grande". O contraste entre o progresso e suas origens dão maior beleza ao município. Com nove clubes recreativos, reserva florestal localizada no Parque Ecológico São Francisco, dezenas de praças e espaços reservados à prática de atividades culturais, Varginha apresenta grande estrutura também no lazer e turismo. Por tudo isso, é possível afirmar, com orgulho, que Varginha é a cidade do Terceiro Milênio. Possui um povo que caminha em harmonia com a cidade. É uma cidade aberta a novos investimentos. Varginha assume naturalmente sua condição de liderança no interior mineiro, sendo o município que mais projeta influência em sua região.

Qualidade de Vida

Av. Rio BrancoJá são ultrapassados os conceitos que classificam a cidade em seu atendimento à população. Hoje, há de se analisar o trabalho que é realizado em prol da comunidade. O atendimento na saúde, na educação, nos setores sociais.Não se mede maias a grandeza de uma cidade pelo número de habitantes, mas sim pela qualidade de vida e pela capacidade do município em se adequar aos novos ares da modernidade e ao Terceiro Milênio.

No ano 2000, Varginha recebe uma ótima notícia: uma pesquisa divulgada pela Fundação João Pinheiro apontou a cidade como a terceira mais promissora do Estado. Os itens principais nesse ranking foram qualidade de vida com melhores perspectivas econômicas para os próximos anos. Varginha surge nesta classificação devido a uma "excelente qualidade de vida, além de ser pólo econômico-industrial, receber novas indústrias, sediar praticamente toas as regionais dos governos estadual e federal, possuir estação aduaneira e o único porto seco do interior", de acordo com a fundação, a mais respeitada entidade de pesquisas institucionais do País.

Com a renda per capita de R$ 4.005,39 (bem acima da média mineira) e população de 120 mil habitantes, Varginha possui esperança de vida de 73,6 anos, uma das maiores em Minas. O número médio de anos de estudo, seis e meio por habitante, também é dos maiores. Essa posição se deve a estrutura no setor: são 93 escolas de 1º e 2º graus, 17 escolas de nível médio, mais de 20 cursos profissionalizantes e 13 cursos de nível superior. Somente a rede municipal atende mais de 10 mil alunos. Varginha talvez seja uma das poucas cidades no país que oferece vagas para os ensinos fundamental e médio, gratuitamente.

No nível médio, 22 escolas de formação de mão-de-obra profissional lançam no mercado milhares de profissionais que qualificam o campo de trabalho, aprimorando a competitividade e, conseqüentemente, a produtividade e qualidade.

Outros motivos colocam Varginha no ranking das cidades mais promissoras do Estado: o município oferece estrutura urbana invejável. Praticamente todos os bairros são pavimentados, com energia elétrica, água tratada, captação de esgotos; A rede de Saúde é modelo para o interior do Brasil. Quinze Unidades de Saúde construídas estrategicamente nos bairros, três hospitais - sendo um especializado em cirurgia cardíaca - e dois pronto-socorros municipais atendem a toda população. O Centro Regional de Oncologia, único no Sul de Minas, beneficia uma população de 3 milhões de pessoas. O município possui, ainda, gabinetes odontológicos que atendem a toda a população carente.

Localização